quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Rio Moda entrevista Lisete Almeida

O Instituto Rio Moda receberá mais uma vez Lisete Almeida, Diretora de Operações da Enjoy. Desta vez ela facilitará o workshop Estratégia, Controle Gerencial e Mecanismos de Incentivo para a Moda. Os encontros acontecerão nos próximos dias 1, 8 e 15 de setembro (sempre às quintas feiras) na Candido Mendes, em Ipanema.

Nossa equipe conversou com esta facilitadora, que é expert no varejo de moda. Na entrevista, Lisete falou sobre os principais pontos que serão abordados no workshop.

Confira abaixo!

             Rio Moda - Você poderia nos adiantar algum mecanismo de incentivo para as empresas de moda que aumente as chances de se obter os resultados planejados?

Lisete Almeida - Muitas das necessidades dos empregados estão ligadas a fazer parte do sucesso de sua empresa. Um dos principais mecanismos de incentivo diz respeito a uma comunicação clara das estratégias e objetivos empresariais e como cada funcionário pode e deve fazer para contribuir na obtenção desses resultados.

Portanto, esse mecanismo de incentivo trata do alinhamento entre todos os funcionários e colaboradores de uma empresa, posicionando-os na direção que deverão seguir.

Esse mecanismo de incentivo não trata de dinheiro (embora seja um elemento também importante), mas, do reconhecimento da importância e valorização desse empregado, a partir da confiança depositada na comunicação clara dos rumos que a empresa está tomando.

O orgulho de contribuir e fazer parte de uma empresa de sucesso vem se transformando num eficaz mecanismo de retenção de talentos de uma empresa.

            Rio Moda - Seria possível traçar um panorama de como está o mercado brasileiro de Moda com relação ao controle gerencial e estratégico?

Lisete Almeida - Muitas empresas brasileiras de moda ainda atuam de forma empírica, focando principalmente nas metas financeiras de curto prazo, sem se preocupar com a geração de valor em longo prazo.

A maioria das empresas utiliza avaliações para prever suas direções de curto prazo. Essa avaliação induz a um comportamento imediatista que muitas vezes limita as decisões e os investimentos de longo prazo, pois tais investimentos tipicamente custam dinheiro no curto prazo e proporcionam retorno num período muito mais longo. Apesar de já se perceber uma mudança de comportamento de alguns empresários brasileiros, ligados ao setor de Moda, com preocupações de médio e longo prazo, a maioria sequer cogita a intenção de pensar além de um período maior do que 12 meses.

Lisete facilitando o workshop Direção Estratégica, Planejamento e Orçamento Anual para Moda, em junho deste ano


         Rio Moda - O que você considera como uma boa política de remuneração ou gratificação?


Lisete Almeida - Um pacote de remuneração consiste de três elementos: salário, benefícios (plano de saúde, seguro de vida, plano dentário, ...) e remuneração por desempenho. Pesquisas evidenciam que empresas que praticam a remuneração por desempenho tendem a apresentar melhores resultados financeiros que outras empresas.

Os pacotes de remuneração variam de acordo com o porte e a saúde financeira de cada empresa. O mais importante é entender quais as políticas praticadas no mercado e, principalmente, pelos seus concorrentes diretos.

Importante lembrar que uma boa cesta de benefícios pode ser considerada como despesa para as empresas enquadradas no formato fiscal de “Lucro Real”, o que pode significar uma redução nos impostos, enquanto qualquer variação em salários implica em um aumento dos encargos trabalhistas.

        Rio Moda - Existe alguma bibliografia que você indicaria sobre o tema?


Lisete Almeida - Eu indicaria dois livros: Sistema de Controle Gerencial dos autores Robert N Anthony e Vijay Govindarajan; e Talento – Desenvolvendo pessoas e estratégias para obter resultados extraordinários do Edward L. Gubman.




Para se inscrever para este workshop, acesse nosso site: www.institutoriomoda.com.br.

Nenhum comentário: