terça-feira, 19 de abril de 2011

Moda Praia Inclusiva para mulheres mastectomizadas

"A mulher mastectomizada deve ser tratada como uma mulher normal". Esta afirmação é da estilista Suely Guimarães, com quem conversamos e que produz uma linha regular de peças de moda praia para mulheres. No entanto, há dois anos, após uma suspeita de câncer de mama e com casos na família, ela resolveu produzir peças (maiôs e biquínis) para mulheres mastectomizadas que não encontravam no mercado opções funcionais e de boa qualidade. O principal objetivo da estilista é resgatar a autoestima de mulheres que passaram por cirurgias de retirada de mama.

Suely nos relata que, certa vez, uma de suas clientes lhe disse: "A mulher mastectomizada perde a mama e o direito ao bom gosto." A estilista conta que, antigamente, as mulheres só encontravam peças em Lojas Ortopédicas. Porém, não havia a preocupação com o sentimento de fragilidade que a doença causa na mulher. Os produtos - normalmente eram só maiôs - eram de má qualidade, as medidas não eram respeitadas e não havia variedades de modelos. Era tudo padronizado segundo Suely. Como consequência, além de afetar a autoestima, o tratamento imediato era prejudicado, pois não havia no mercado produtos capazes de satisfazer essas mulheres. Para a mulher mastectomizada, é fundamental sessões de drenagem linfática natural. Segundo a estilista, aulas de Hidromassagem são essenciais para o tratamento.

Para a confecção dos maiôs e biquínis, Suely obteve autorização de especialistas em Mastologia, entre eles a Dra. Maria Helena Rabay. A estilista segue regras específicas elaboradas por ela e sua médica, a Dra. Martha de Marsillac, para que as mulheres mastectomizadas sintam-se revigoradas, confortáveis e bonitas. Segundo Suely a Moda Praia Inclusiva permite que a mulher com câncer de mama seja tratada como qualquer outra mulher.



Ao fim da conversa, Suely afirma que o segmento da Moda está engajado em campanhas de prevenção da doença. Entretanto, falta uma abordagem de moda inclusiva. Em 2011 estimam-se 50.000 novos casos da doença. Mulheres jovens têm desenvolvido o câncer de mama cada vez mais cedo. Diante deste cenário, a estilista questiona:


- Quando diagnosticada a doença, o que fazer para atender a estas mulheres, que precisam recuperar a autoestima e retomar uma vida normal? Ignorá-las? Certamente que não... - finaliza ela.







Para entrar em contato com Suely os telefones são 21-25721304 e 21-98741828. Ou mande um email para ela através do endereço suely@tendacaribe.com





5 comentários:

Anônimo disse...

QUE BOM MINHA MAE RETIROU OS SEIOS E TEM VERGONHA DE IR A PRAIA E NAO ENCONTRO UM MAIO QUE POSSA ADAPTAR UME ENCHIMENTO

ANGELICA disse...

Maaravilhosa sua iniciativa de atender esse publico.
Estou fazendo parte dele a poucos meses devido a mastectomia de minha irmã,somos de Brasilia.

Anônimo disse...

Que bela iniciativa pra nós mastectomizadas.Vamos curtir praias e piscinas.

Anônimo disse...

amuito bacana,pois minha mãe retirou uma mama e é exstremamente vaidosa,com essas peças volta a se sentir segura novamente para desfrutar uma praia ou piscina.

filó disse...

maria filomena
ha cinco anos tive um cancer de mama e desde entao nao fui mais a praia pq nao tenho maio pra usar. moro no interior o q eh mais dificil. se for possivel me enviar alguns modelos por email agradeço pq estou planejando uma viajem pra praia e se nao conseguir um maio nao vou poder ir ao mar. meu nº de soutiã eh 52. muito obrigada